Como Lionsgate matou a sequência My Bloody Valentine

meu diretor Bloody Valentine George Mihalka quase fez uma sequência oficial do clássico slasher … até que Lionsgate se envolveu com o projeto.

um dos slashers mais intrigantes dos anos 1980 é, sem dúvida, My Bloody Valentine, de George Mihalka. O lendário diretor Quentin Tarantino foi registrado para dizer que é seu filme de terror favorito. Parece que a maioria dos fãs de terror que viram este filme o ama, o que torna ainda mais estranho que nunca houve uma sequência.

depois de pegar esse clássico brutal na tela grande no Slash-O-Rama do último fim de semana, comecei a pensar no fato de que o filme não tinha uma sequência quando a maioria dos outros filmes de terror o fez. Curioso para saber por que, eu pulei no Google e encontrei este artigo de Sangrento-nojento que explica toda a história. Eu tinha perdido essa história na época ,então é novidade para mim (e presumivelmente, se você está lendo isso, é provável que seja novo para você também).

aparentemente, realmente haveria uma sequência, intitulada na época como retorno do Mineiro. Situado quase 30 anos após os Eventos do original, teria trazido de volta vários dos personagens sobreviventes, continuando a mesma história. Como Mihalka explica:

“na sequência, A garota que sobreviveu (Lori Hallier) se casou com o menino sobrevivente (Paul Kelman) e ela se tornou o chefe de polícia da cidade. E ele se tornou um bêbado. Eles teriam sido os dois personagens principais que mantiveram a ação.”

que … realmente soa muito incrível! Temos o homem por trás do filme original escrevendo e dirigindo esta sequência, com os mesmos personagens retornando também. Não há melhor maneira de manter o espírito do filme de 1981 do que isso. Melhor ainda? A Paramount estava interessada o suficiente para comprar o roteiro, que quase pôs em movimento as engrenagens da pré-produção.

então, isso nos leva a esta pergunta: WTF aconteceu?Aparentemente, por mais Paramount que gostasse do roteiro de Mihalka, eles ficaram mais impressionados com o dinheiro da Lionsgate. Algum cara de terno lá foi arrastado para a tendência de remake de terror acontecendo na época, e queria dar ao MBV o mesmo tratamento. Então a Paramount lavou a história de Mihalka pelo banheiro para que um remake pudesse ser feito. E a pior parte, pelo menos para Mihalka, é que ele, evidentemente, não é um fã de todo o resultado:

“Quando havia negociações para rever o My Bloody Valentine, eu tinha escrito uma sequela, que eles compraram…só para colocar na prateleira a ele. Um cara da Lionsgate decidiu que o remake deveria ser um ” filme de encontro.”Agora, nós nem entendemos o que é um filme de encontro. Então eles enlataram meu roteiro. Eles compraram-me. Pensávamos que iam conseguir, mas, para nossa surpresa, engavetaram. A maldita coisa que me incomodou sobre o remake é que todo mundo está correndo por aí sendo morto com um machado. O mesmo Machado. Fica chato. Absolutamente chato.”

tenho certeza de que realmente tem que picar por Mihalka, mas é uma merda para os fãs do filme original também. Na verdade, eu meio que me arrependo de ver a história, porque agora estou ainda mais deprimido com a sequência nunca acontecendo. Mas acho que isso é apenas show business.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.